Carlos
Economista, formado pela Universidade Estadual de Maringá conhecimentos no mercado de ações, analises econômicas e consultoria de empresas.

Comentários (14)

  1. Alessandro
    write on

    Bom dia Carlos,
    Qual preço você vê para o final de 2019?

    1. Bom dia Alessandro,

      Concentrei minha analise nos indicadores econômico-financeiro da empresa. Avaliando esse ponto, a empresa não tem demonstrado melhora. Sofreu perdas nas operação na Argentina (perdeu por volta de U$ 340 milhões só em ativos). O plano de reestruturação pode ser um alento ai durante o ano, mas o necessário é que ela reduza o endividamento e sua exposição ao dólar, além de divulgar lucro. Essa ação estava custando R$ 36,70 no dia 29 de janeiro de 2018 hoje está na faixa de R$ 24,79 se analisar foi uma queda expressiva, se não melhorar seus fundamentos a tendência é continuar caindo. Logo será apresentado o relatório consolidado, acompanhemos.

  2. Fabio Marques
    write on

    Boa análise! vlw Carlos

    1. Agradeço Fabio.

    1. Obrigado por compartilhar essa noticia. A venda de bovinos vivos para a malásia pode não afetar a empresa que trabalha principalmente no segmento de venda de cortes in natura com foco principalmente em suínos e aves.

  3. Thuani Moura
    write on

    Apesar dos pesares, alguns indicadores da companhia são bastante satisfatórios. Vou acompanhar. Mas por enquanto é só. Obrigada pelo artigo

    1. Obrigado pelo comentário Thuani! Busquei trazer uma analise mais voltada para os fundamentos da empresa, que estão adequados a estratégias voltadas para o longo prazo. Assim como outros indicadores estão adequadas a sua estratégia, é um mercado de renda variável, temos que sempre avaliar as empresas de acordo com nossa propensão ao risco. Em breve teremos os resultados consolidados.

  4. Marcone Fontes
    write on

    Endividamento em dólar tá deixando de ser um problema grave agora que o preço da moeda norte americana tá caindo.

    1. Obrigado pela contribuição Marcone, sem dúvida endividamento em moeda estrangeira pode não ser um problema grave, mas quando você possui sua dívida exposta ao cambio é mais um fator que você deve se preocupar. Averiguar se esse cambio não está sendo usado para alavancagem e quais os efeitos que isso pode causar no médio longo prazo. No caso da BRF, um dos fatores que levou a empresa a trocar o comando da presidência do conselho foi o alto endividamento, além dos resultados, então é um fator sempre a ser avaliado.

  5. Luiz Paulo
    write on

    Comprei a 21.60 e pretendo sair quando chegar a 27.35

    1. Murilo Fujwara
      write on

      Tô na mesma Luiz. Comprei em 21,49, mas tô pensando em vender 26,40

  6. Ramon Macedo
    write on

    Boa leitura

    1. Agradeço o feedback Ramon!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *