Sandro Schmitz dos Santos
Assessor de Investimentos, Analista Internacional e Profissional Jurídico com ampla experiência internacional nas áreas de investimento e consultoria jurídica internacional, em especial no Direito Internacional Econômico/Societário e Direito Comparado.

Comentários (14)

  1. As pessoas ainda têm muito medo de entrar Bitcoin. Eu não acho que falta clareza sobre suas características, mas falta vontade por parte do estado em reconhecer isso

  2. Será que de fato as criptomoedas não tem nenhuma regulação?

    1. Boa tarde Pedro,

      não possuem, e, nos poucos países que regulam é para a proibirem. Em nosso país, a parca regulação tem o sentido de tributar, mas não de especificar suas funções e estabelecer suas especificidades. Claro que, este é o grande mérito das criptomoedas, mas a falta de regulação coloca um elemento de risco nas mesmas bastante indesejado ao mercado. Todavia, a regulação a ser feita deve ser mínima.

  3. Qual papel da moeda, as criptomoedas não conseguem cumprir?

    1. Olá Gabriela,
      a função de meio de troca tem sido seriamente prejudicada pela excessiva valorização no mercado. Explica-se: primeiro, porque em sentido contrário de sua natureza anti-inflacionária, ao passar para precificar produtos reais tende a inflacionar os preços, devido à sua própria valorização; segundo, o grande público não sabe trabalhar com bitcoin ainda; terceiro, devido a supervalorização ocorrida na criptomoeda as pessoas tem preferido guardar a gastar em produtos; e, quarto, ao vender um produto com pagamento em bitcoin o empresário recebe a criptomoeda em troca, mas ao trocar por reais, em havendo valorização da mesma no mercado, irá ser tributado em 15% o que pode consumir todo seu lucro. Como pode ver, no momento as criptomoedas ainda estão incipientes como meio de troca, mas a tendência é que, com o tempo, esta característica se acentue. Espero ter esclarecido.

  4. Eu acredito no potencial das criptomoedas, porém elas só serão aceitas pelas pessoas quando forem aceitas pelas grandes instituições.

  5. Os bancos vetam a adoção das criptomoedas, mas se fossem espertos já estavam entrando forte nesse mercado. Nenhuma inovação que já chegou ao mercado volta atrás.

  6. É difícil saber qual criptomoeda investir nesse momento. Além de várias opções, ainda fica difícil saber qual é ou não pirâmide.

  7. Tá revertendo tendência?

    1. Olá Jorge, não creio que reverta este ano, ao menos não com força, mas, certamente no próximo ano por conta do lançamento dos contratos na NASDAQ, e, tenho convicção que outras bolsas devem seguir este movimento.

  8. Acho que o mercado esta caminhando para um equilibrio. Aos poucos o governo esta afrouxando as redeas. inclusive os fundos ja podem investir indiretamente em criptos.

  9. Regulamentar seria um passo importante para trazer mais estabilidade , por outro lado pode diminuir a demanda.

  10. As criptomoedas estão aí, quer queira ou não. Não vão retroceder.

  11. As criptomoedas trouxeram ao mercado um novo ambiente para as pirâmides. Fica difícil confiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *