• Aprovação de reforma da Previdência e avanços no ajuste fiscal poderão impulsionar mercado de renda fixa em 2019
Marcello Sigwalt
Jornalista profissional formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha-RJ), com especialização em Economia, Política, Ciência & Tecnologia e Meio Ambiente. Consultor de Comunicação do MMA/FAO/ONU. Assessor de Imprensa no Congresso Nacional. Editor de jornais, revistas e sites.

Comentários (6)

  1. o otimismo é nítido e os resultados estão aí.

    1. É verdade, Júnia, que há otimismo, mas este deve ser acompanhado por cautela e atenção e cobrança por parte do eleitorado, a fim de evitar que as promessas não se transformem em frustrações.

  2. O mercado ta precificando somente as propostas. Quando elas se tornarem realidade o mercado vai continuar nessa corrida de alta, ou ai vamos estabilizar?

    1. Prezado Luccas, o mercado financeiro não tem essa previsibilidade, mas é certo que um período de valorização na bolsa é seguido de realização de lucros pelos acionistas. Faz parte da regra do jogo. No entanto, para que essa movimentação continue crescendo nos atuais patamares, no médio e longo prazos, é necessário que o governo apresente resultados concretos, por meio do cumprimento das medidas econômicas anunciadas durante a campanha (reforma, ajuste fiscal, privatizações, etc.). Caso contrário…

  3. Muito bom artigo. Obrigada

    1. Obrigado pelo apoio, Alice. É um incentivo para que eu continue informando e estimulando o debate sobre temas essenciais ao nosso futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *